Últimas notícias:

Publicidade Legal com Certificação Digital. “Lei 13.818/2019, que alterou o art. 289, da Lei das S/As. Em vigor desde 1º/01/2022.

Ação mapeia migração de dependentes químicos da Cracolândia para a região

Barreiras Humanitárias começam na Cidade

reuniao

Como uma das ações estratégicas integradas para mapear a migração de dependentes químicos da Cracolândia, em São Paulo, para municípios da Região Metropolitana de Sorocaba, a Prefeitura inicia nesta sexta-feira (10) as operações “Barreiras Humanitárias” na cidade.

Em caráter piloto, a ação será desenvolvida em pontos já diagnosticados como rota de migração de dependentes químicos vindos de outras cidades. Na ocasião, serão feitas abordagens sociais nessas localidades, por meio de equipes especializadas do programa municipal de acolhimento “HumanizAção”.

No dia 3 deste mês, de um total de 27 municípios que integram a Região Metropolitana de Sorocaba, 16 estiveram em uma reunião extraordinária convocada pelo prefeito Rodrigo Manga, após identificada a chegada, nos últimos 30 dias, de mais de 60 dependentes químicos da Cracolândia.

“Somente durante o decorrer dessa reunião, ficamos sabendo que mais dois casos foram identificados em Sorocaba. Para surtir efeito, é preciso uma abordagem regional, o que é muito mais eficaz, mas depende de uma mobilização conjunta, que vamos iniciar agora”, comentou Manga.

Na ocasião, foi definido um conjunto de ações estratégicas integradas, em caráter preventivo e com o apoio do Governo do Estado, para mapear a migração, atender àqueles que precisam de apoio social e de saúde e inibir problemas decorrentes desse afluxo. As ações têm, inclusive, respaldo de forças de segurança.

Ações

Uma das participantes será a coordenadora estadual de Política sobre Drogas, Eliana Borges. “O Estado, via Programa Recomeço, vai abrir vagas de internação em unidades terapêuticas da região. Queremos fazer o cadastro dessas unidades e ajudar cada município a fazer a solicitação para atender às respectivas demandas “, disse.

Outra ação será coordenar um censo para mapeamento da chegada de pessoas em situação de rua em cada cidade e identificação da migratória de dependentes químicos. “Uma cidade ajuda a outra. O pensamento é global, mas ações precisam ser locais”, disse a secretária de Ação Social e Cidadania de Salto, Mércia Falcini.

Foto: Divulgação 

Cerca de 400 alunos participam de plantio de mudas de árvores

ETE Pitico opera com capacidade ampliada e estruturada até 2025

ETE Pitico recebe e trata o esgoto gerado nos bairros localizados à esquerda da Avenida Itavuvu e à direita da Avenida Ipanema, na zona norte

Autuações contra balões saltam 135% em SP

Castello-Raposo espera 667 mil veículos no feriado

Movimento começa a ficar intenso nesta quarta-feira (29)

Espetáculos encerram mês no Sesc Sorocaba

Apresentações trazem peças inspiradas em obras de Shakespeare e circo freak-show

A exuberante natureza e roteiros do Vale do Ribeira


Anuncie aqui!

Prencha e entraremos em contato!