Últimas notícias:

Publicidade Legal com Certificação Digital. “Lei 13.818/2019, que alterou o art. 289, da Lei das S/As. Em vigor desde 1º/01/2022.

Estados apresentam alternativas para aqueles que desejam colocar a bicicleta na estrada

Brasil oferece série de roteiros para ciclistas

ciclismo

O aumento da procura por destinos turísticos de natureza no pós-pandemia e a popularização do uso de bicicletas formam a dupla perfeita para incentivar uma prática que tem, no Brasil, um dos ambientes mais propícios.

Trata-se do cicloturismo, modalidade que alia esporte, atitudes saudáveis e, mais ainda, a chance de conhecer atrativos e destinos únicos a bordo de uma bike. Para tanto, o Brasil está repleto de rotas e atrativos para essa prática.

Um dos trechos mais conhecidos, entre São Paulo e Minas Gerais, é o Caminho da Fé. Inspirado no Caminho de Santiago de Compostela, na Espanha, envolve destinos para belas fotos.

O trajeto inclui a cidade de Aparecida, Capital Nacional do Catolicismo, que atrai milhares de fiéis anualmente. Totalizando cerca de 2.500 quilômetros, o caminho percorre belas paisagens em meio às montanhas da Serra da Mantiqueira.

Já a Estrada Real é um famoso percurso mineiro que engloba várias cidades históricas e belas paisagens naturais. Uma das opções do circuito é o Caminho Velho, que liga o município de Paraty (RJ) a antigas regiões de extração de ouro em Minas Gerais.

Um pouco mais distante, está a Trilha Amazônica Atlântica, ligando a Comunidade Maravilha, em Santa Izabel do Pará, à Serra do Piriá, em Viseu, no Pará; a trilha percorre cerca de 30 comunidades tradicionais.

No percurso, é possível ter uma experiência cultural, gastronômica e de contato com a biodiversidade amazônica, incluindo igarapés, rios e a maior faixa contínua de manguezal do continente.

Caminhos por outros Estados

Ainda para os ciclistas, os roteiros passam por Goiás, no Caminho de Cora Coralina. A trilha, com aproximadamente 300 quilômetros de extensão, cruza vários destinos históricos, como Corumbá de Goiás, Pirenópolis e a Cidade de Goiás, entre outros.

O caminho, cujo nome homenageia uma das mais famosas poetisas brasileiras, Cora Coralina, interliga povoados, fazendas e diversos atrativos culturais, onde também é possível mergulhar na Literatura.

No Caminhos do Planalto Central, o percurso, integrante do Caminho dos Goyazes, é formado por 400 quilômetros de trilhas, que percorrem áreas como a Floresta Nacional de Brasília e a Pedra Fundamental da capital federal, no Morro do Centenário.

Já no Sul, em Santa Catarina, existe o Vale Europeu, percurso que engloba um total de 300 quilômetros, passando por cidades como Timbó e Pomerode. O trajeto é repleto de localidades rurais marcadas pela imigração alemã e italiana.

No Caminho das Araucárias, em Santa Catarina e Rio Grande do Sul, o roteiro conta com aproximadamente 600 quilômetros de trilhas e percorre destinos nos dois Estados. Ao longo do caminho, está a Mata Atlântica como cenário.

Foto: Ministério do Turismo

Pais de crianças com autismo protestam contra medida de plano de saúde

Estado tem seis das 10 cidades com menores taxas de homicídio do Brasil

Fiscalização de trânsito faz 19 autuações no Jardim Zulmira

Empresário que atirou contra casal é preso

Estreia na Copa América é vista como oportunidade

Amarelinha encara Costa Rica na próxima segunda-feira (24), às 22 horas, nos EUA

Itu e Salto sediam Mostra de Modelismo Ferroviário

Evento começa no próximo dia 22 na Estação Ferroviária de Itu e Salto e terá entrada franca


Anuncie aqui!

Prencha e entraremos em contato!