Últimas notícias:

Publicidade Legal com Certificação Digital. “Lei 13.818/2019, que alterou o art. 289, da Lei das S/As. Em vigor desde 1º/01/2022.

Na diferença de um mês, também houve alta, de 2,59%, representando R$ 28,12

Em um ano, cesta básica sobe R$ 160,21 na Cidade

Alimentos verduras legumes

O preço da cesta básica em Sorocaba, em julho deste ano, quando comparado com o mesmo mês de 2021, teve um aumento de 16,76%, representando R$ 160,21 pagos a mais pelo consumidor.

Por sua vez, quando comparado com junho deste ano, o preço da cesta apresentou uma alta de 2,59%, passando de R$ 1.087,50 para R$ 1.115,62, ou seja, R$ 28,12, pagos a mais pelo consumidor.

O boletim mensal do Laboratório de Ciências Aplicadas da Universidade de Sorocaba (Uniso), divulgado nesta terça-feira (2), mostra que, dos 34 itens da cesta, 29 deles apresentaram alta no preço.

Entre os itens que apontaram maiores altas, a muçarela fatiada (26,85%) foi o primeiro item com maior alta, passando de R$ 45,33/(kg) em junho para R$ 57,50/(kg) em julho, uma vez que o leite vem sofrendo altas de preço significativas desde janeiro.

Em seguida, o leite longa vida foi o segundo item com maior alta de preço (25,62%), passando de R$ 5,27/(L) em junho para R$ 6,62/(L) em julho. A alta do preço é consequência do clima adverso, tradicional do período de entressafra.

Com isso, registra-se um prejuízo na qualidade das pastagens e do aumento dos custos de produção por conta da guerra na Ucrânia, que é o grande importador do milho, usado em ração, bem como a alta dos fertilizantes.

Em terceiro lugar ficou o creme dental (19,94%), que passou de R$ 3,31/(90g) em junho para R$ 3,97/(90g) em julho. Os itens de higiene vêm apresentando elevação desde o final do ano passado, por conta da elevação de custo de matéria-prima e transportes.

Em quarto lugar está o frango (18,24%), passando de R$ 9,10(kg) em junho para R$ 10,76(kg) em julho. Este item, que apresentou queda importante no mês anterior, mostra alta neste mês, refletindo possíveis efeitos de maior demanda.

Em quinto lugar fica o alho (18,01%), passando de R$ 5,22(200g) em junho para R$ 6,16(200g) em julho. Entre os fatores da alta está o período de entressafra nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, responsáveis por mais de 70% da produção de alho no País.

Quedas

Entre os produtos que apresentaram as maiores quedas de preços, encontram-se a batata (-8,08%), passando de R$ 6,81/(kg) em junho para R$ 6,26/(kg) em julho e a carne de 2ª (-1,94%), de R$ 32,98/(kg) para R$ 32,34/(kg).

 

Cerca de 400 alunos participam de plantio de mudas de árvores

ETE Pitico opera com capacidade ampliada e estruturada até 2025

ETE Pitico recebe e trata o esgoto gerado nos bairros localizados à esquerda da Avenida Itavuvu e à direita da Avenida Ipanema, na zona norte

Autuações contra balões saltam 135% em SP

Castello-Raposo espera 667 mil veículos no feriado

Movimento começa a ficar intenso nesta quarta-feira (29)

Espetáculos encerram mês no Sesc Sorocaba

Apresentações trazem peças inspiradas em obras de Shakespeare e circo freak-show

A exuberante natureza e roteiros do Vale do Ribeira


Anuncie aqui!

Prencha e entraremos em contato!